Eis que surge o poeta...

Eis que surge o poeta...
O haicai se inspira nas coisas belas do mundo

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Fez o que quis...

Tomado de sono
Numa noite tão tranqüila
Deitei em minha cama
Chegastes de mansinho
E nem barulho fez
Pousou suavemente em meu peito
Passeou pelo meu corpo
Mordeu devagarzinho meu rosto
Depois de algum tempo
Quando se saciou
Levantou vôo
E foi pra bem longe de mim
Levando consigo meu sangue
Levando consigo muita sorte
E deves ter muita sorte mesmo
Pois se eu tivesse despertado a tempo
Te mataria
Pernilongo infeliz...

2 comentários:

cigana disse...

Adorei........
Soraia

Vania Staggemeier disse...

uauuuu... aqui rindo ainda... um belo final... ameiiii...
Bjinhosss